Acetabular: referente a acetábulo; concavidade do osso pélvico que articula com a cabeça do fémur, na articulação da anca.

Articulação tibio-társica: articulação do tornozelo

Articulações interfalângicas: articulações entre as falanges dos dedos; falange é como se designa cada um dos ossos que formam os dedos das mãos e dos pés.

Articulações metacarpofalângicas: articulações entre os metacarpos (ossos da mão) e as falanges (ossos dos dedos).

Artrite do esqueleto axial: inflamação ao nível das articulações sacroilíacas e da coluna vertebral.

Artrite enteropática: inflamação articular que surge em relação com a doença inflamatória intestinal. Esta doença inflamatória crónica pertence ao grupo das Espondilartrites.

Artrite Psoriática: inflamação articular que surge em doentes com Psoríase.  Esta doença inflamatória crónica pertence ao grupo das Espondilartrites.

Bursa: são prolongamentos da membrana sinovial, semelhantes a bolsas; situam-se entre proeminências ósseas e tendões facilitando o movimento das estruturas.

Bursites sub-acromiais: inflamação da bursa localizada no espaço subacromial-subdeltoideio.

 Canal lombar estreito: diminuição do espaço ou amplitude do canal vertebral a nível da coluna vertebral baixa.

Cervicalgias: dor localizada no pescoço.

Complexo ligamentar externo: ligamentos que reforçam a parte de fora da articulação do tornozelo.

Complexo ligamentar interno-deltóide: ligamentos que reforçam a parte de dentro da articulação do tornozelo.

Dematomiosite: doença auto-imune que leva à inflamação da derme (uma das camadas da pele) e dos músculos.

Doença de Still: é uma doença incluída num dos subtipos de Artrite Idiopática Juvenil. Também pode ocorrer em adultos assumindo a designação de Doença de Still do Adulto.

Doença de Whipple: é uma doença rara causada por uma bactéria (um bacilo gram-positivo, Tropheryma whippelii); pode afetar múltiplos sistemas no organismo; pode cursar com dor articular, entre muitos outros sintomas.

 

Doença discal degenerativa: degeneração (crónica) dos discos localizados entre as vértebras da coluna vertebral.

 

Entesopatia: patologia que ocorre no local onde os tendões, os ligamentos e as fáscias se inserem no osso.

Edema /Tumefação: inchaço.

Enzimas lisossómicas: localizadas no interior de lisossomas (organelos celulares), estas enzimas (entre as quais se encontram proteases, nucleases, glicosidases, lipases, fosfolipases, fosfatases e sulfatases) são importantes na degradação de partículas, reciclagem de componentes celulares envelhecidos, defesa contra agentes externos, reparação da membrana, entre outros.

 

Espondilite Anquilosante: é uma doença inflamatória crónica pertencente ao grupo das espondilartrites.

Epicondilite (medial ou lateral): inflamação do epicôndilo, estruturas ósseas localizadas na parte de dentro (medial) e de fora (lateral) dos cotovelos.

Espondiloartropatias / Espondilartrite: um grupo de doenças reumatológicas, inflamatórias crónicas, que partilham características clínicas e genéticas. A Espondilite Anquilosante é um exemplo clássico de uma doença pertencente a este grupo. A artrite psoriásica, a artrite associada à doença inflamatória do intestino (doença de Crohn ou colite ulcerosa) e a artrite reactiva são outros exemplos.

 Espondilolistese: desalinhamento de uma vértebra em relação a outra no plano anteroposterior.

Eritema nodoso: é uma inflamação das células de gordura subcutânea que se apresenta na forma de nódulos dolorosos, mais frequentemente localizados nas pernas. Pode ser desencadeado por uma infecção, por um processo autoimune, por reação alérgica a fármacos, por neoplasias, entre outros.

 

Fasceíte plantar: inflamação da fáscia plantar, uma estrutura ligamentar localizada na planta do pé.

Fracturas de stress: fractura que podem decorrer do uso excessivo de em desportos de alto-impacto. A fadiga muscular leva a uma menor proteção sobre o osso, diminuindo o choque dos impactos repetitivos originando pequenas fracturas. mais comumente aparecem nos membros inferiores e habitualmente o tratamento desta patologia passa pelo repouso articular.

Gracilis: músculo localizado na coxa, com importância nos movimentos da anca e do joelho. É um dos 3 músculos que constituem a “pata de ganso”, juntamente com os músculos sartório e semi-tendinoso.

Hérnia discal lombar: protusão para o canal vertebral do disco entre as vértebras, ossos da da coluna vertebral.

Isométrico: é um tipo de fortalecimento muscular estático ocorrendo sem que haja movimento da articulação.

Isotónico (excêntrico e concêntrico): é um tipo de fortalecimento muscular dinâmico (no qual ocorre movimento articular). Quando as forças internas (decorrentes da contração do músculo) superam as forças externas (que resistem à contração) estamos perante trabalho ou fortalecimento concêntrico, verificando-se encurtamento muscular durante o movimento; quando as forças externas superam as forças internas estamos perante trabalho ou fortalecimento excêntrico verificando-se alongamento muscular durante o movimento.

Labra glenoideu: rebordo cartilaginoso da glenóide, concavidade da omoplata que articula com a cabeça do úmero, na articulação do ombro.

Lesões capsulo-ligamentares: Lesões com atingimento conjunto da cápsula articular e ligamentos.

 

Lesões ligamentares: Lesões com atingimento dos ligamentos.

Lesões osteocondrais: Lesões com atingimento conjunto da cartilagem e osso subcondral. 

Lombalgias: dor localizada na região lombar (costas).

Lúpus Eritematoso Sistémico: doença auto-imune que leva à inflamação difusa de vários orgãos.

Luxações glenoumerais: luxações do ombro.

Metaloproteinases: são enzimas que digerem proteínas da matriz extracelular e que apresentam funções importantes em diversos processos biológicos como por exemplo na cicatrização, promovendo a reparação e remodelação tecidual em resposta à lesão.

Miopatia necrotizante por Estatinas: lesão muscular que leva à morte das células musculares pelo efeito tóxico das estatinas, grupo de medicamentos usados para baixar os níveis de colesterol.

Movimentos de dorsiflexão: movimento de elevação do pé em direção à perna.

 

Neuropatia do Pudendo:  alteração do nervo Pudendo que é uma das principais causas de dor na região do perineo ( região do anús até ao pênis ou clitóris). Esta patologia poderá aparecer por compressão do nervo essencialmente em ciclistas e motociclistas.

Oligoarticular: presença de inflamação articular em menos de 5 articulações no corpo.

Ossificação: formação de osso pela deposição de cálcio.

Osso subcondral: osso imediatamente subjacente à cartilagem articular. 

Periósteo: é uma membrana de tecido conjuntivo denso, vascularizada, fibrosa e resistente que envolve por completo os ossos, excepto nas superfícies articulares. Tem como funções principais: proteção do osso, fixação de músculos, produção de novas células, envolvimento de nervos e vasos, entre outras.

Polimiosite:  doença auto-imune que leva à inflamação dos músculos.

Quadricipete femoral: grupo muscular que inclui os músculos vasto medial, intermédio, lateral e reto femural, localizados na parte anterior da coxa.

Rubor: de cor vermelha, vermelhidão.

Ritmo circadiano: variação ao longo do dia.

 Ritmo circadiano da dor: variação da dor ao longo do dia.

Sartório: músculo localizado na coxa, com importância nos movimentos da anca e do joelho.  É um dos 3 músculos que constituem a “pata de ganso”, juntamente com os músculos gracilis e semi-tendinoso.

Semi-tendinoso: músculo localizado na coxa, com importância nos movimentos da anca e do joelho. É um dos 3 músculos que constituem a “pata de ganso”, juntamente com os músculos gracilis e sartório. É igualmente um dos 3 músculos genericamente designados por “isquiotibiais” localizados na região posterior da coxa, juntamente com os músculos semi-membranoso e bicípite femoral.

Síndrome de Raynaud: é uma condição médica em que o espasmo das artérias causa episódios de diminuição da corrente sanguínea. É mais frequente afetar os dedos das mãos. Verifica-se a alteração da coloração dos dedos: inicialmente branca, depois azul e à medida que a corrente sanguínea regressa, a área torna-se vermelha e dolorosa. São desencadeadores: o frio, o stress emocional, o tabaco, os fármacos (pílulas contracetivas), entre outros. É designado primário quando a causa é desconhecida e secundário quando ocorre associado a patologias (doença dos tecidos conjuntivos, como esclerodermia ou lúpus, patologia da tiróide).

 

Síndrome do Canal de Guyon: condição causada pela compressão de um nervo (o nervo cubital) ao nível da face anterior do punho (no canal de Guyon) causando adormecimento, parestesias (formigueiros), dor e sensação de diminuição da força no antebraço, mão e nos 4º e 5º dedos.

 

Síndrome do Túnel Cárpico: condição causada pela compressão de um nervo (o nervo mediano) ao nível da face anterior do punho (no canal cárpico) causando adormecimento, parestesias (formigueiros), dor e sensação de diminuição da força no antebraço, mão e nos primeiros 4 dedos.

 

Tecido sinovial: tecido presente na membrana que reveste o interior da articulação (membrana sinovial), nas bainhas ou membranas que revestem tendões e nas bursas.

Tenossinovite do bicípite braquial: inflamação ao nível da membrana que reveste o tendão do músculo bicípite braquial. Ocorre geralmente em situações em que o tendão desliza sobre superfícies ósseas ou por irritação direta induzida pelo movimento repetitivo.

Tendinopatia do bicípite braquial: processo degenerativo que ocorre ao nível do tendão do músculo bicípite braquial. Ocorre devido à sobrecarga do tendão seja em tensão ou compressão.

Tendinopatia da coifa dos rotadores: processo degenerativo que ocorre ao nível dos tendões de um grupo específico de músculos do ombro. Ocorre devido à sobrecarga do tendão seja em tensão ou compressão.

Tromboflebite: é uma doença comum que se caracteriza pela formação de trombos e pela consequente inflamação de uma veia.

 

Tricípite sural: trio muscular localizado na parte posterior da perna, composto pelo gastrocnémio,  cabeça medial e lateral externo (também conhecidos por músculos gémeos) e músculo solear, inserindo-se distalmente em conjunto através do tendão de aquiles.

Vasculites: inflamação dos vasos sanguíneos.

Tumefação (= edema): inchaço.